Partilhar

Quinta de Arcossó Grande Reserva Tinto

Em stock
SKU
ARCO_6
19,00 €

Provenientes de uma parcela a 400m de altitude, as uvas foram vindimadas à mão e pisadas em seguinda em dornas de 1000 litros. Posteriormente são colocadas em tóneis antigos de madeira de castanho com mais de 100 anos, onde realiza a fermentação alcóolica. Após realizar a fermentação alcóolica em cubas de inox, metade do lote estagiou durante 12 meses em barricas novas de carvalho Francês, enquanto que a outra metade volta aos tóneis de castanho. É em seguida engarrafado sem qualquer colagem ou filtração. Todo o processo de vinificação é manual.

De cor ruby profunda, no nariz apresenta um aromas intensos de fruta vermelha e preta madura (ameixa, cereja, frutos silvestres), alguma compota, especiarias doces e azeitona verde. Na boca demonstra um volume incrível, a fruta intensa e agradável, confirmando tudo o que expressou no nariz, mas aqui vincando a sua elegância e tanino muito polido. Termina muito longo e fresco. Vinho muito gastronómico que acompanha carnes vermelhas grelhadas ou cozinhadas no forno ou tacho.

Sugere-se a sua decantação prévia e servir entre 16 e 18º.

Mais informações
Tipologia Vinho Tinto
País Portugal
Região Trás-os-Montes
Estilo Tinto complexo e estruturado
Casta Aragonez/Tinta Roriz/Tempranillo, Touriga Franca, Trincadeira/Tinta Amarela/Trincadeira Preta
Ano 2020
Capacidade 75cl
Enólogo Amílcar Salgado e Francisco Montenegro
Teor alcóolico 14,5%
Acidez
Doçura
Corpo
Taninos
Intensidade aromática
Harmonização sugerida Carnes vermelhas grelhadas, Carne de tacho
  • Compre 3 por 18,05 € cada e poupe 5%
  • Compre 6 por 17,10 € cada e poupe 10%

Provenientes de uma parcela a 400m de altitude, as uvas foram vindimadas à mão e pisadas em seguinda em dornas de 1000 litros. Posteriormente são colocadas em tóneis antigos de madeira de castanho com mais de 100 anos, onde realiza a fermentação alcóolica. Após realizar a fermentação alcóolica em cubas de inox, metade do lote estagiou durante 12 meses em barricas novas de carvalho Francês, enquanto que a outra metade volta aos tóneis de castanho. É em seguida engarrafado sem qualquer colagem ou filtração. Todo o processo de vinificação é manual.

De cor ruby profunda, no nariz apresenta um aromas intensos de fruta vermelha e preta madura (ameixa, cereja, frutos silvestres), alguma compota, especiarias doces e azeitona verde. Na boca demonstra um volume incrível, a fruta intensa e agradável, confirmando tudo o que expressou no nariz, mas aqui vincando a sua elegância e tanino muito polido. Termina muito longo e fresco. Vinho muito gastronómico que acompanha carnes vermelhas grelhadas ou cozinhadas no forno ou tacho.

Sugere-se a sua decantação prévia e servir entre 16 e 18º.

Sobre o produtor

Na Ribeira de Oura, entre Vidago e Chaves, Trás-os-Montes, encontramos um lugar único para a produção de vinho: a Quinta de Arcossó. Situada numa região com fortes tradições vitícolas, as suas vinhas estão instaladas numa encosta com exposição convexa para sul a 400m de altitude e com cerca de 20% de declive. Na adega exprime-se o potencial das suas uvas e minimizam-se as operações mecânicas. Resultado da harmonia entre a natureza e o homem, nos 12 ha da Quinta de Arcossó produz-se, desde 2005, um vinho de excelência. De produção inteiramente artesanal, complementada por uma enologia de baixa intervenção e elevada vigilância, todos os vinhos tintos são transformados com pisa a pé, ao passo que os brancos e o rosé resultam de uma vindima realizada antes do nascer do sol.