Partilhar

Titular Colheita Magnum Tinto

Em stock
SKU
MRW_218
Preço Regular 15,50 € Preço Especial 12,40 € Promoção válida de 14-04-2024 a 28-04-2024

Produzido a partir de uma mistura de castas do Dão, onde predomina a Touriga Nacional, a Tinta Roriz e o Alfrocheiro, e fruto de uma vinificação muito cuidada, este vinho apresenta-se jovem, com uma cor viva, aromas de fruta vermelha e taninos equilibrados.

Acompanha bem pratos de carne, pizza com bacon ou salame, massas com molho de tomate. Deve ser servido a uma temperatura entre os 16 e 18ºC.

Mais informações
Tipologia Vinho Tinto
País Portugal
Região Dão
Estilo Tinto jovem, fresco e frutado
Casta Alfrocheiro, Touriga Nacional, Tinta Roriz
Ano 2019
Capacidade 150cl
Enólogo Carla Rodrigues, Carloto Magalhães e Manuel Vieira
Teor alcóolico 13%
Acidez
Corpo
Taninos
Intensidade aromática
Harmonização sugerida Pizza, Massas com molho tomate, Nem precisa de comida!
Prémios Revista Grandes Escolhas - 16,5pts

Produzido a partir de uma mistura de castas do Dão, onde predomina a Touriga Nacional, a Tinta Roriz e o Alfrocheiro, e fruto de uma vinificação muito cuidada, este vinho apresenta-se jovem, com uma cor viva, aromas de fruta vermelha e taninos equilibrados.

Acompanha bem pratos de carne, pizza com bacon ou salame, massas com molho de tomate. Deve ser servido a uma temperatura entre os 16 e 18ºC.

Promo - 20%

Sobre o produtor

Situada em Vilar Seco, concelho de Nelas, no distrito de Viseu, a Quinta da Teixuga é uma propriedade de 30 hectares.

Situada em pleno coração da Região do Dão, está rodeada por maciços montanhosos, como a Serra da Estrela e Caramulo. Esta localização permite excelentes amplitudes térmicas para uma boa maturação das uvas levando a que o seu lento amadurecimento produza vinhos de aromas ricos e boa acidez.

Foi na Quinta da Teixuga que se inaugurou em 2017 a nova Adega, de cariz moderno, fruto de uma obra arrojada e inigualável com capacidade para vinificar 400.000 litros. A região do Dão adquire assim a jovialidade há muito ambicionada, sendo o projeto Caminhos Cruzados carinhosamente apelidada de "O Novo Dão", devido ao seu renascimento sob alçada moderna.